Doenças

Sintomas do vírus papiloma

Os sintomas do papilomavírus são aqueles sintomas que podem ser usados ​​para concluir ou sugerir a presença desta doença no corpo humano. Na maioria das vezes, o papilomavírus por um longo tempo é assintomático, mas assim que as defesas imunológicas de uma pessoa diminuem, à medida que a doença começa a progredir ativamente, levando ao aparecimento de papilomas. Isso se deve ao fato de que, no lugar do acúmulo de vírus em divisão ativa, as células da pele também começam a se multiplicar, o que leva ao aparecimento de papilomas.

Dependendo do tipo de vírus em um organismo específico, os sintomas da doença podem variar. As neoplasias podem estar na forma de verrugas, verrugas, papilomas.

Sintomas do HPV

O papiloma em si é o sinal mais óbvio da presença do HPV no organismo. Este neoplasma suave, redondo, de vários tamanhos, pode ser fixado à pele com a ajuda de uma perna, ou pode ser posicionado sobre uma base larga. A cor usual dos papilomas é de bege a marrom. Na maioria das vezes, papilomas estão localizados no pescoço, braços, rosto, nas axilas, na área do biquíni. Papillomas muito rapidamente crescem e capturam grandes áreas da pele. Tanto o tamanho dos papilomas como o seu número podem aumentar.

Outro sinal de HPV no corpo é a formação de verrugas genitais, que são um novo crescimento macio e úmido de um tom rosado nas pernas finas com uma superfície irregular, como uma verruga. Os condilomas ocorrem mais freqüentemente na região do ânus e dos genitais. Eles diferem em rápido crescimento, o que pode ser observado até mesmo por algumas horas. Isto é especialmente perigoso e característico das membranas mucosas, onde ocorrem as verrugas.

Após o aparecimento de um crescimento na pele, o HPV começa a mostrar sua existência no corpo e outros sintomas. O paciente pode começar a perturbar a coceira, o cheiro desagradável e a dor. Nas mulheres, os sintomas do papilomavírus podem complementar uma variedade de corrimento vaginal com impurezas sanguinolentas. Esse sintoma traz desconforto para a existência normal de uma pessoa, causa um distúrbio nas relações sexuais e também pode desencadear tumores.

Mesmo esses papilomas, cuja ocorrência não está associada à transmissão sexual, podem causar desconforto e afetar a oncogenicidade. A localização exata de uma cepa específica do vírus não pode ser determinada, já que geralmente as áreas com a aparência das formações são áreas com pele danificada.

Para identificar os papilomas, é importante saber como eles se parecem para lidar independentemente com o novo crescimento que surgiu, sem levá-lo para outra coisa. As formações do papiloma têm uma forma convexa ou esticada, diferem em superfícies porosas não uniformes de tons rosa claro a marrom-escuro. Se você identificar neoplasias semelhantes no corpo, você deve procurar imediatamente um médico.

Formas de Papillomas

Papilomas simples

Papilomas simples também podem ser chamados de verrugas comuns ou vulgares. Sua ocorrência é provocada por cepas de HPV, tais como 26, 27, 28, 29, 41, 63, 77. Papilas vulgar mais frequentemente do que outras neoplasias benignas deste tipo ocorrem na pele humana. Os papilomas são formados com uma ligeira sensação de ardor na pele, após o que um pequeno tumor esférico aparece pela primeira vez num determinado local, o que progride com o tempo. No processo de crescimento do tumor, sua superfície torna-se áspera e a cor escurece. O papiloma simples pode atingir em tamanho de 1 milímetro a 1 centímetro.

Em um adulto, as verrugas vulgares são mais frequentemente localizadas nos ou entre os dedos, na parte de trás das palmas das mãos. Em crianças, esses tumores são mais comuns na região dos joelhos, os quais, desde cedo, são sempre submetidos a várias lesões, o que resulta em danos ao epitélio. Os papilomas comuns podem ser únicos e múltiplos. Quando os papilomas se reproduzem, suas neoplasias filhas estão sempre localizadas ao lado da mãe.

Tipo e localização de verrugas plantares

Os papilomas plantares ocorrem em pacientes com HPV tipo 1, 2, 4. Tais neoplasmas são frequentemente confundidos com bolhas, mas alguns fatores podem dizer que uma pessoa tem um papiloma plantar:

  • o tumor é muito semelhante em aparência à verruga vulgar;
  • quando há pressão sobre um novo crescimento de sapatos apertados, a dor ocorre no lugar de sua localização;
  • a ausência de um padrão de pele na superfície de um tumor, já que em um milho esse padrão é sempre preservado, e sua superfície é lisa.

Os papilomas plantares podem colapsar sozinhos, o que geralmente ocorre em crianças pequenas.

Às vezes, pequenas bolhas podem aparecer em torno de um único papiloma na sola, que no ambiente médico é chamado o termo papilomatose em mosaico.

Formação de papilomas chatos

Papilomas lisos apenas alguns milímetros sobem à superfície da pele, graças ao qual receberam este nome. Eles são alongados ou arredondados, geralmente localizados na face, perto dos lábios, na parte superior do corpo, nos genitais externos. Muitas vezes as mulheres podem ser localizadas no colo do útero. Papilomas planos localizados próximos uns dos outros são capazes de se fundir, formando neoplasias muito visíveis. Sua cor raramente é diferente da cor da pele, às vezes eles são um pouco mais escuros do que ela.

Verrugas filamentosas

As verrugas filamentosas na medicina chamaram a educação em um talo fino com uma forma alongada alongada.

Eles têm outro nome científico - acrohords. Cajo acrohord HPV 2 e 7 tipos. O crescimento das verrugas filamentosas começa com um pequeno inchaço na pele, que eventualmente se estica e começa a se soltar.

As verrugas filamentosas são mais frequentemente formadas após os 40 anos em indivíduos de ambos os sexos. Esses papilomas estão localizados na pálpebra superior, no pescoço, nas axilas, nas glândulas mamárias, na região da virilha. O perigo dos papilomas filamentosos é que eles são mais facilmente feridos do que outros, o que geralmente leva a um aumento no número de papilomas, sua inflamação e, às vezes, ao renascimento.

Sinais de verrugas genitais

Por verrugas genitais refere-se à formação do tipo papilar, que pode existir sozinho ou unir grupos inteiros de tumores tomados separadamente. Quando grupos de papilomas começam a crescer, eles se fundem, formando sua própria superfície como couve-flor ou crista de galo. A gama de cores desses crescimentos varia de bege e brilhante a rosa brilhante.

A ocorrência de verrugas genitais indica a presença no corpo do paciente de HPV, cujos tipos são transmitidos sexualmente.

Este fato explica a localização mais provável das formações - no ânus, nos lábios, na virilha ou no períneo. No caso dos homens, os condilomas podem ocorrer no pênis, na uretra e nas mulheres - na vagina ou no colo do útero.

As verrugas genitais crescem muito rápido, muitas vezes capturando grandes áreas de tecido durante o crescimento. Às vezes, juntando-se, dentro de alguns dias, as verrugas podem formar um grande e perturbador crescimento. Mesmo após o tratamento, as verrugas são mais propensas a recaída do que outros tipos de HPV. Além disso, ao diagnosticar esta doença, os médicos prescrevem frequentemente testes adicionais, uma vez que este vírus pode ser acompanhado por clamídia ou micoplasmose.

Sintomas de dano ao órgão ou sistema

Os sintomas do HPV em pessoas de diferentes sexos variam ligeiramente, assim como os efeitos de um tipo particular de vírus para homens e mulheres. Mesmo se houver exatamente os mesmos papilomas, seu efeito na saúde de ambos os sexos pode mudar significativamente.

Genitais femininos

O HPV nas mulheres, muitas vezes, não apresenta sintomas graves e é ativado repentinamente, formando neoplasias genitais. Tais papilomas causam o sangramento da vagina, bem como provocam um cheiro desagradável. Às vezes, por causa do dano ao tecido epitelial nas mulheres, a temperatura do corpo aumenta, o estado geral de saúde piora.

Se o paciente tiver outras doenças sexualmente transmissíveis, o papilomavírus é ativado muito mais rápido. Entre as doenças que podem desencadear a ativação do HPV, destacam-se:

  • sífilis;
  • herpes;
  • tricomoníase;
  • clamídia;
  • gonorréia.

O início da ativação do HPV no organismo provoca a ocorrência de dor, coceira, dor ao urinar em uma mulher. Nas mulheres, o condiloma pode afetar o ânus, as paredes vaginais, a vulva, o períneo e o colo do útero. Os principais sintomas do aparecimento de manifestações de HPV em uma mulher podem ser um aumento dos nódulos linfáticos, irritação e ardor na área genital, desconforto na vagina, acompanhado de secreções de cor e consistência diferentes.

O fato de um papiloma ter surgido na região cervical do colo do útero pode ser uma evidência da formação na área dos lábios da mulher. Essa educação é facilmente determinada pelo paciente enquanto toma banho, ou em outras situações, se o papiloma é acompanhado por dor leve.

Dutos mamários

O papiloma intra-ductal na glândula mamária é um tumor benigno na forma de papilomas de pequeno tamanho localizado no lúmen dos ductos mamários desta glândula. Os papilomas intraductais podem ser solitários, únicos e múltiplos, levando à papilomatose. Tal patologia ocorre em qualquer idade após a adolescência e até a pós-menopausa em uma mulher idosa.

O principal sintoma do HPV na glândula mamária é a descarga de tons amarelados, castanhos, esverdeados ou sanguinolentos das tetas. Às vezes, a descarga nos papilomas intraductais é transparente.

A neoplasia no tórax pode ter vários tamanhos - desde uma bola de 2-3 milímetros até um tumor com um diâmetro de vários centímetros, o que é perfeitamente sentido durante a palpação. Ao apertar o mamilo, neste caso, há dor e começa a sobressair ichor. Na área de tal neoplasia, ocorre frequentemente um processo inflamatório, que pode levar ao espessamento das paredes do tumor e ao inchaço dos tecidos circundantes.

Sintomas de dano intestinal

Quando o HPV é infectado no intestino, os sintomas não são detectados há muito tempo, já que as neoplasias aqui são muito pequenas e não interferem no funcionamento normal do corpo.

Quando os papilomas começam a crescer, os seguintes sintomas ocorrem:

  • sangramento ao esvaziar os intestinos da cor escarlate, que escorrem após as fezes ou ocorrem independentemente disso;
  • sangue nas fezes, que indica violações do funcionamento do intestino e da membrana mucosa danificada;
  • alternância de constipação e diarréia, que pode ser substituída por diarréia persistente e ausência regular de fezes;
  • dor na cavidade abdominal devido ao crescimento de neoplasias que se sobrepõem ao lúmen intestinal e perturbam o processo digestivo;
  • presença regular de náusea com vômitos.

Além disso, quando os papilomas no intestino, os pacientes se sentem pior, o processo inflamatório se desenvolve, o que provoca um aumento na temperatura do corpo de até 37 graus, e começa a febre. Os pacientes notam salivação aumentada. Se os papilomas ocorrem do lado de fora do intestino, então a pessoa está constantemente presente, sentindo objetos estranhos em sua área e umidade perto do ânus.

Sistema urinário

Papiloma no sistema urinário por um tempo muito longo não pode ser detectado devido à falta de sintomas. É importante realizar regularmente exames médicos de rotina para diagnosticar a patologia nos estágios iniciais. Dentro da parede da bexiga inicialmente começa a crescer a formação de um tipo fleecy com uma perna pronunciada. Gradualmente, a perna é encurtada e a neoplasia cai na superfície da membrana mucosa.

Se você não iniciar a terapia em tempo hábil, então nos estágios finais de desenvolvimento, o tumor começa a crescer na parede da bexiga, e suas vilosidades engrossam e se transformam em placas sólidas.

Este processo é um caminho direto para o desenvolvimento de processos oncológicos.

Com o desenvolvimento da papilomatose do sistema urinário, o paciente pode experimentar sintomas como dor abdominal e na virilha, hematúria, esvaziamento doloroso da bexiga, sensação de esvaziamento incompleto durante a micção, necessidade freqüente de ir ao banheiro. Este sintoma não é muito diferente daquela característica da maioria das patologias do sistema urinário, por isso é importante diagnosticar doenças de maneira oportuna. É importante entender que o HPV nesse órgão é mais frequentemente ativado com a presença de comorbidades - o processo inflamatório na bexiga pode facilmente iniciar o processo de crescimento do papiloma. Com diagnóstico adequado e tratamento desta doença pode ser curada e prevenir o seu desenvolvimento e recaída.

Cavidade oral

Na cavidade oral, o HPV é manifestado pelo crescimento da membrana mucosa. Esta formação de uma forma arredondada com uma superfície de grão fino, verruga ou dobrada, na perna. A base do papiloma é ampla e fina. A membrana mucosa perto do tumor tem uma tendência a se tornar um tom rosa pálido e não tem sinais patológicos visíveis. Se uma neoplasia na boca é palpada, então não provoca dor, mas em si é uma massa elástica macia. A mucosa na própria formação pode ser esbranquiçada ou rosa pálida devido ao processo de queratinização do tecido epitelial como resultado da maceração salivar.

O tamanho do papiloma na cavidade oral é de 0,2 a 2 centímetros de diâmetro. Tais papilomas podem ocorrer como únicos ou na forma de múltiplos grupos. Muitas vezes localizam-se em um palato sólido e suave, bem como na língua. Muito menos frequentemente um tumor é implantado na zona da bochecha, na zona retromolar, na parte inferior da cavidade oral. Com a natureza múltipla dos papilomas, eles são mais freqüentemente encontrados no céu. Se você morde a formação dos dentes, o sangue começa a sair dela, a área lesada escurece devido a hemorragias.

Para papilomas de boca, um tipo de crescimento exofítico é característico. A cor do epitélio não muda, a boca se abre sem desconforto, os nódulos linfáticos nessa área não são palpáveis. O bem estar geral do paciente com esta patologia permanece normal. No entanto, na lesão crônica do papiloma, as úlceras se formam em sua superfície, que são um sinal para iniciar o processo de formação de malignidade.

Como identificar um papiloma maligno

No início da degeneração oncológica do papiloma, não se altera externamente, portanto, é impossível determinar por olho a malignidade. As primeiras alterações ocorrem apenas quando a malignidade da patologia começa a se espalhar para os tecidos saudáveis ​​vizinhos. Neste caso, manchas pretas (pontos) podem aparecer na superfície do próprio papiloma, a cor torna-se irregular, zonas escuras aparecem.

A formação de câncer difere de benigna pela presença de uma densa crosta no ápice e aumento do tamanho.

Se as úlceras se formarem na superfície da formação, então o processo de renascimento começou. Se o papiloma é ferido, então as feridas depois de algum tempo cicatrizam sem deixar vestígios, e se o sangue continua a sair delas, então esta é uma razão para se voltar para a oncologia.

Também na malignidade a forma do papilloma também se modifica. Adquire tuberosidade, as bordas se rastejam, a inflamação é ativada ao redor delas. No entanto, às vezes com renascimento, a superfície do papiloma pode, pelo contrário, tornar-se lisa. A pele ao mesmo tempo se estende para que comece a brilhar.

A ocorrência de sensações desagradáveis ​​em sua área também atesta a processos desfavoráveis ​​no papiloma. A educação pode coçar, queimar, ficar quente, corar. Se você tem dor no papiloma, precisa estabelecer uma observação. Se esse processo estiver associado a uma lesão, a dor desaparece em alguns dias e, se ela não desaparecer por muito tempo, isso pode ser uma evidência do início da oncologia.

A sintomatologia e suas manifestações podem variar em intensidade. Acontece que o sintoma desaparece e nunca mais aparece se o sistema imunológico humano estiver em um estado normal. Até mesmo as células cancerígenas são capazes de se autodestruir sob níveis normais de imunidade no corpo.

Em caso de qualquer incidente duvidoso com o papiloma, os especialistas recomendam removê-lo imediatamente. E, embora a lesão na educação nem sempre leve à oncologia, a cirurgia é a única maneira, neste caso, de não iniciar esse processo. Para determinar a benignidade do tumor, ele é enviado para exame histológico após a remoção. Células malignas são mais frequentemente encontradas em pacientes após os 50 anos de idade, no entanto, em pessoas jovens, algumas vezes são detectadas. Para determinar com certeza a natureza benigna do papiloma causado por um vírus com risco oncológico aumentado, os médicos recomendam colposcopia, biópsia ou uretroscopia.

Autor do artigo:
Furmanova Elena Alexandrovna

Especialidade: pediatra, especialista em doenças infecciosas, alergista-imunologista.

Experiência total: 7 anos.

Educação: 2010, SSMU, pediatria, pediatria.

Experiência doenças infecciosas mais de 3 anos.

Ele tem uma patente sobre o tema “Um método para prever um alto risco de formação de uma patologia crônica do sistema adeno-tonsilar em crianças freqüentemente doentes”. Assim como o autor de publicações nas revistas VAK.

Outros artigos do autor

Loading...